Buona Giornata

clique para ampliar

CARTA À CONSCIÊNCIA

Esta Carta à Consciência nasce do encontro com o sofrimento. É o grito dos jovens que perderam a confiança nas instituições e de todos os humilhados da história. Nasce do choro de quem tem medo de viver em uma sociedade que já não tem princípios, ideais e valores compartilhados.

Caros amigos,

Estamos vivendo um dos momentos mais difíceis da história. A tragédia bate cada dia à porta da nossa humanidade, do nosso coração e da nossa inteligência. Ao nosso redor, vive um ódio mais forte do que mil bombas atômicas. Somos capazes de ir até a lua, de fabricar mísseis inteligentes e de acabar com doenças que até ontem eram incuráveis. Entretanto, não somos ainda capazes de reconhecer no outro o nosso rosto. Não sabemos nos deixar interpelar por quem morre de fome, pelos excluídos do mundo do trabalho, pelos tantos jovens que continuam a colocar-se fora de jogo com as drogas e com outras dependências. Não sabemos comover-nos diante dos milhões de bebês não nascidos, das crianças soldado ou transformadas em objetos de prazer. Não sabemos pedir perdão para as vítimas da crueldade, do bullying, que pode levar até mesmo a gestos extremos. Permanecemos indiferentes diante de quem continua a ser morto por causa da própria fé e dos próprios ideais, não somos capazes de confrontar quem continua a alimentar, sem escrúpulos, o mercado das armas e do terrorismo.

Continuar... CARTA À CONSCIÊNCIA

Uma revolução de amor... Dedicado a Paulo VI

Ontem (19.10/2014) foi um dia muito especial: Paulo VI foi beatificado numa Praça São Pedro repleta de fiéis. "Em 1976, ele me disse que esperava de Turim, terra de santos, uma revolução de amor" (Ernesto Olivero).

O encontro com o Papa Paulo VI foi um dos eventos mais importantes da nossa vida, porque, em 1976, quando senti a necessidade de criticar a Igreja, eu fui até ele. Mas para nós a palavra "crítica" sempre foi na realidade um amor fortalecido... Não um julgamento irrevogável, não uma condenação, e sim o desejo que Deus colocou no nosso coração desde o começo: o de querer uma Igreja onde Deus habita, onde Deus fala e onde os homens e as mulheres ouvem e tornam-se testemunhas.

Em 19 de maio, eu fui até ele na esperança de encontrá-lo mesmo não tendo um horário marcado. Ele ouviu críticas muito duras contra a Igreja vindas de uma pessoa que não conhecia, que o encontrava pela primeira vez. Mas ele sentiu que em mim falava em primeiro lugar a minha postura, falava antes de tudo o amor a Deus que eu tinha no meu coração. E me disse: "O senhor tem razão. Faça o senhor o que pediu para mim. Eu o abençoo, porque espero de Turim, do Piemonte, terra de santos, uma revolução de amor."

Enquanto me abraçava, eu pensei que a nossa casa seria aqui, em Turim, no Arsenal, embora nós ainda não soubéssemos de sua existência. Naquele abraço ele já enxergava o que nós não víamos ainda, mas que já sentíamos. No dia em que o mundo inteiro conhece melhor Paulo VI, nós queremos recordar que já o conhecemos graças ao nosso desejo de amar a Igreja. Desde então, o nosso compromisso é amar a Igreja como Jesus a quis, como Jesus quer. Sem "se" e sem "mas". Sem julgamentos, mas com um forte amor em nós.

Tivemos uma bênção especial do Papa Paulo VI quando ainda não sabíamos quem éramos, mas ele, através do Espírito Santo, nos viu já assim. Apesar de hoje não termos conseguido estar presentes da cerimônia de beatificação, estavamos là na comunhão dos santos para agradecé-lo na oração e com ele recordar também padre Michele Pellegrino, um grande homem de Deus que nos amou, nos conheceu e nos compreendeu, que teve a coragem de me enviar a Roma naquele 19 de maio de 1976. Ele também nos tinha reconhecido quando nós ainda não sabíamos quem éramos. 

Ernesto Olivero

15.000 km para estar ali...

clique para ampliarNo dia 4 de outubro de 2014, em Nápoles, na Itália, aconteceu o 4º Encontro Mundial dos Jovens da Paz promovido pelo SERMIG - Fraternidade da Esperança: aproximadamente 45 mil jovens se reuniram na Praça do Plebiscito para despertar a própria consciência. Entre eles, um grupo de jovens de verde e a amarelo se destacava...

1º de outubro de 2014. Despertador programado para dar tempo de preparar bem as malas, encontro marcado às 23h30 no Arsenal da Esperança, transporte com uma van até o aeroporto de Guarulhos, partida às 3h da madrugada para Istambul. No aeroporto turco, doze horas de espera para pegar o voo para a Itália... Para o grupo de jovens paulistas, amigos do Arsenal da Esperança, essa espera é a oportunidade de pensar com um pouco de ansiedade no grande encontro que os aguarda, o 4º Encontro Mundial dos Jovens da Paz.

clique para ampliarOs jovens – seria melhor dizer “as jovens” (seis em sete) – se conhecem bem porque quase todos estão entre aqueles que começaram, junto ao SERMIG - Fraternidade da Esperança e à Paróquia Nossa Senhora Aparecida dos Ferroviários, uma iniciativa chamada “A Praça”, que desde fevereiro de 2013 vem transformando a pequena capelinha dos ferroviários e os espaços adjacentes, no bairro paulistano Bresser-Mooca, em um ponto de encontro semanal para as crianças, os jovens e todas as pessoas de boa vontade. Alguns deles já participaram da JMJ do Rio de Janeiro, mas agora está para se realizar uma outra etapa importante para a história desse pequeno grupo disponível para fazer coisas grandes, como enfrentar uma viagem de quase 15.000 km para estar na Praça do Plebiscito, em Nápoles, na Itália.

Continuar... 15.000 km para estar ali...

A PRAÇA da Sé “EM SILÊNCIO PELA PAZ”

clique para ampliarPraça da Sé, sábado (27/9), 10 horas da manhã. À frente da imponente catedral, que tudo observa, muitas coisas acontecem. Um grupo bem organizado se prepara para uma festa chinesa. Um boneco gigante dança representando um candidato político enquanto os que estão com ele distribuem panfletos. Os pregadores de sempre estão espalhados aqui e ali. Os muitos moradores da praça também. Logo vai chegar o senhor daquela turma que sempre coloca cartazes perto do marco zero. E, ainda por cima, muitos estão na expectativa do comício político que está acontecendo em uma caminhada pelas ruas do centro e que vai terminar exatamente naquele lugar.

clique para ampliarComo chamar a atenção no meio de tudo isso? Precisaria gritar muito, e muito alto! Ou bastaria fazer silêncio...

Chegamos ali com medo. A nossa proposta era muito simples: levamos cadeiras e almofadas, e convidamos as pessoas a se sentar e a fazer alguns momentos de silêncio pela paz, enquanto liam um apelo à consciência escrito por jovens. Quem prestaria atenção a isso? E se ninguém aparecesse? E se ninguém parasse? Não precisávamos de multidões... Cada pessoa atingida teria, para nós, o valor do mundo inteiro. Mas será que atingiríamos alguém?

Continuar... A PRAÇA da Sé “EM SILÊNCIO PELA PAZ”

CARTA DOS JOVENS À CONSCIÊNCIA

clique para ampliarNo próximo dia 4 de outubro, em Nápoles, na Itália, acontecerá o 4° Encontro Mundial dos Jovens da Paz. Esses Mundiais foram pensados para que os jovens tivessem a oportunidade de ter as suas ideias ouvidas por todos, principalmente pelos grandes da Terra. Neste ano de 2014, o Mundial terá como tema "Encontro com a consciência". Em sintonia com isso, os jovens dA Praça escreveram a "Carta dos jovens à consciência": um documento falando sobre as mudanças que querem ver no mundo e em cada um de nós. Leia, reflita e compartilhe!

Amigo, com esta carta queremos falar à sua consciência. Nós acreditamos que a consciência é algo inteiramente pessoal. Ninguém tem o poder de mudar a consciência de ninguém: é a própria pessoa que se deixa mudar ou não. Tudo o que podemos e pretendemos fazer com esta carta é um apelo. Cabe a você decidir se vai ou não se deixar atingir por ele.

Muitas coisas no mundo nos desagradam. Refletindo sobre todas elas, acabamos chegando à conclusão de que o maior mal, aquele que dá origem a todas as coisas ruins, é o egoísmo. Só para citar alguns exemplos, de diferentes proporções: é o egoísmo que faz com que um jovem saia com os amigos para cometer pequenos furtos como hobby; que faz com que os pais deleguem à escola a formação moral e emocional de seus filhos; que faz com que um professor não escute o que seus alunos têm a dizer; que faz com que eu não atenda direito as pessoas no meu trabalho porque não tenho paciência; que faz com que eu procure obter vantagens pessoais fazendo com que alguém fique em desvantagem; que faz com que eu não compartilhe nada e jogue sobre os ombros dos outros a minha responsabilidade; que faz com que um político aja como se tivesse sido eleito para ser servido, e não para servir; que faz com que uma guerra aconteça porque eu quero a riqueza de outro país ou porque quero que outro povo viva como eu acho certo viver. Quem pode negar que o preocupar-se apenas consigo mesmo e não com os outros está na raiz de todos esses males e de muitos mais?

Continuar... CARTA DOS JOVENS À CONSCIÊNCIA

Hino oficial do 4º Encontro Mundial dos Jovens da Paz



Todo grande encontro de pessoas que se preze tem um hino. O hino oficial do Encontro Mundial dos Jovens da Paz 2014 é “Ognuno ha l’età dei suoi sogni” (Cada um tem a idade dos seus sonhos), com letra de Ernesto Olivero e música de Mauro Tabasso. Apresentamos aqui duas versões: a versão em português do hino e do clipe e a versão original em italiano. Assista e compartilhe!!!

Fraternidade da Esperança realiza a 4ª Vigília de leitura contínua da Palavra

clique para ampliar Pelo quarto ano consecutivo, na noite do dia 5 para o dia 6 de setembro, o SERMIG - Fraternidade da Esperança realizou a “Vigília de leitura continua da Palavra”, uma iniciativa que nasceu em 2011, no Arsenal da Esperança, por ocasião da passagem dos símbolos peregrinos da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) pela Arquidiocese de São Paulo.

A edição deste ano – que contemplava a leitura dos livros históricos, com a narração da difícil entrada dos israelitas na terra prometida – começou com um breve momento de oração: o Evangelho das Bem-Aventuranças (Mt 5,1-12a) foi lido em cinco idiomas diferentes para representar, também fisicamente, os milhões de pessoas que, antigamente e hoje cada vez mais, caminharam e caminham no Brasil e no mundo em busca de uma nova terra para se instalar.

Esse“caminho” foi também a ideia da cenografia deste ano: como um facho de luz, a Palavra guia os nossos passos, o nosso caminho para a terra prometida.

clique para ampliar A leitura contínua foi aberta com o primeiro capítulo do Livro de Josué lido pelo arcebispo metropolitano de São Paulo, Cardeal DomOdilo Pedro Scherer. Como nas edições anteriores, centenas de pessoas se revezaram no Salão Vida Fraterna, preparado para que todos (apesar do frio deste ano!) pudessem entrar em clima de oração. Entre os numerosos leitores (cerca de 100 pessoas) destacamos a presença de Dom Julio Endi Akamine, bispo auxiliar da Arquidiocese de São Paulo, vigário episcopal da Região Lapa.

A leitura prosseguiu a noite toda e terminou às 6h do sábado com a celebração da Missa que foi presidida por Dom Tarcísio Scaramussa, recentemente nomeado pelo Papa Francisco bispo coadjutor da Diocese de Santos.

clique para ampliar O painel próximo à entrada do salão, que todo ano prepara uma surpresa para os que chegam à Vigília, neste ano era composto por pequenas fotos das milhares de pessoas que fizeram e fazem parte do Arsenal da Esperança. Todos esses rostos juntos formavam bandeiras da paz e a palavra “OBRIGADO!”. Com esse “OBRIGADO!” queremos agradecer a todos aqueles que participaram e contribuíram com a realização dessa Vigília que já está se tornando uma tradição do mês de setembro, dedicado à Bíblia no Brasil.

Continuar... Fraternidade da Esperança realiza a 4ª Vigília de leitura contínua da Palavra

EM SILÊNCIO PELA PAZ - 27 de setembro, 10h, Praça da Sé (São Paulo)

clique para ampliarUm CONVITE para você, jovem, que está cansado de um mundo que não o escuta; que está cansado de guerras, perseguições, promessas e palavras vazias, mas que também acredita que revoluções violentas não resolvem os problemas. Um convite para todos os jovens de boa vontade.

Um CONVITE para você que quer dar espaço aos jovens e que quer ouvi-los. Propomos meia hora de SILÊNCIO para ler os pedidos deles e para se encontrar com a sua consciência. Começando pela nossa CONSCIÊNCIA, estaremos prontos para mudar o mundo!

TODOS podem participar!

Mais informações: (11) 2292-0977 – Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

#MêsdaBíblia 2014: 4ª Vigília de Leitura da Palavra

clique para ampliarNa noite do dia 5 para o dia 6 de setembro, o SERMIG - Fraternidade da Esperança promoverá a 4ª edição da VIGÍLIA DE LEITURA CONTÍNUA DA PALAVRA. Leitores de diferentes realidades, idades, pastorais, grupos e movimentos se alternarão na leitura da Palavra de Deus.

Nas edições anteriores, centenas de leitores leram os Evangelhos, os Atos dos Apóstolos, as Cartas e os livros do Pentateuco.

Neste ano continuaremos a leitura da Bíblia com os Livros Históricos, precedidos pela leitura de alguns trechos do Evangelho de Mateus, o Evangelho proposto para o Mês da Bíblia deste ano.

A Vigília é um tempo privilegiado de silêncio, de leitura e de escuta da Palavra, para redescobrir que somos habitados por Deus, que somos capazes de dialogar com Ele e que podemos levar essa Sua presença na vida cotidiana, no trabalho, na escola, na família e, principalmente, na solidariedade para com quem perdeu tudo isso.

clique para ampliarPROGRAMAÇÃO

19h: Acolhida
20h: Início da leitura da Palavra
6h30 (dia 6/9): Missa de encerramento.

SEJA UM DOS LEITORES, mande um e-mail para Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. contendo:

- Nome de cada leitor
- Data de nascimento de cada leitor
- Horário aproximado em que cada leitor pretende ler (entre as 20h do dia 5/9 e as 6h do dia 6/9)

Logo entraremos em contato.

Venha participar! Dê sua voz à Palavra!
Divulgue para seus amigos e familiares!

SERMIG - Fraternidade da Esperança

Evento: 4ª VIGÍLIA DE LEITURA CONTÍNUA DA PALAVRA
Data: 5/9, a partir das 19h
Organização: SERMIG - Fraternidade da Esperança
Local: ARSENAL DA ESPERANÇA - Rua Dr. Almeida Lima 900 (Metrô Bresser-Mooca)

ACAMPAMENTO Maria Mãe dos Jovens

clique para ampliarHá um ano atrás, durante a Jornada Mundial da Juventude, o grande encontro com o Papa Francisco que aconteceu no Rio de Janeiro em 2013, um grupo de amigos do Arsenal da Esperança e da Paróquia Nossa Senhora Aparecida dos Ferroviários foi ao Rio com um objetivo: apresentar aos peregrino do mundo todo Maria Mãe dos Jovens, a invocação de Nossa Senhora nascida no seio do SERMIG - Fraternidade da Esperança.

clique para ampliarAgora, um ano depois, para recordar aqueles bons momentos e continuar aproximando os jovens de Maria, que é também mãe deles, o Arsenal da Esperança realizou nos dias 1, 2 e 3 de agosto o Acampamento Maria Mãe dos Jovens.

clique para ampliarOs participantes passaram o final de semana inteiro alternando momentos de aprendizado e de reflexão sobre um novo estilo de vida com momentos de oração e de silêncio. Além disso, no sábado à tarde fizeram uma marcha - A Marcha da Esperança - pelas ruas da região carregando o ícone de Maria Mãe dos Jovens, para confiar todos os jovens do mundo à sua proteção e para manifestar seu desejo de comunhão com os cristãos perseguidos no Iraque e no mundo todo. Ao final da marcha, participaram da Missa celebrada no Arsenal da Esperança por Dom Carlos Lema Garcia.

MARCHA DA ESPERANÇA

Sábado, 2 de agosto de 2014

Junto aos jovens que participarão do Acampamento para celebrar um ano da JMJ Rio 2013 (no Arsenal da Esperança,de 1 a 3 de agosto), o SERMIG - Fraternidade da Esperança convida todos a participar da 2ª edição da MARCHA DA ESPERANÇA, uma peregrinação com o ícone de MARIA MÃE DOS JOVENS, para confiar a ela todos os jovens do mundo, especialmente os da região da cidade que será visitada, e para reforçar a nossa unidade com os cristãos perseguidos no Iraque e no mundo todo.

A marcha, guiada pelos jovens, começará no Arsenal da Esperança (Rua Dr. Almeida Lima, 900, Mooca - São Paulo) e percorrerá as ruas do centro da cidade, passando pelas paróquias Nossa Senhora Aparecida dos Ferroviários, Bom Jesus do Brás, Nossa Senhora de Casaluce e San Gennaro. Depois voltará ao Arsenal, onde haverá a celebração da Missa.

Programação:
13h30: Concentração, no Arsenal da Esperança
14h: Início da Marcha
17h: Missa

Todos estão convidados a participar!
Qualquer dúvida, estamos à disposição!

SERMIG – Fraternidade da Esperança

Maria Mãe dos Jovens é a invocação cotidiana do SERMIG - Fraternidade da Esperança, escrita pelo fundador Ernesto Olivero, aprovada e assinada pelo Papa João Paulo II, pelo Papa Bento XVI e pelo Papa Francisco. Todo ano, no dia 2 de agosto - data da entrada da comunidade no antigo arsenal de guerra de Turim (Itália), que ocorreu em 2 de agosto de 1983 –é celebrada a Festa de Maria Mãe dos Jovens, com a permissão dos bispos locais, nas dioceses onde existem os Arsenais do SERMIG: Turim, São Paulo e Madaba, na Jordânia.

1 ANO DA JMJ - #1anoJMJRio

INSCRIÇÕES AQUI


Para celebrar um ano da Jornada Mundial da Juventude Rio 2013, o SERMIG - Fraternidade da Esperança convida você e seus amigos a participar do acampamento Maria Mãe dos Jovens.

“Levar o Evangelho é levar a força de Deus para extirpar e destruir o mal e a violência; para devastar e derrubar as barreiras do egoísmo, da intolerância e do ódio; para construir um mundo novo. Jesus Cristo conta com vocês! A Igreja conta com vocês! O papa conta com vocês! Que Maria, Mãe de Jesus e nossa Mãe, lhes acompanhe sempre com a sua ternura: ‘Ide e fazei discípulos entre todas as nações’.”

Continuar... 1 ANO DA JMJ - #1anoJMJRio

Silêncio e Adoração. O Arsenal nos treina a fazer do nosso coração um lugar de silêncio...

clique para ampliarHoje há uma dramática falta de hábito ao silêncio. Tentamos preencher o silêncio como se preenche um vazio. Essa é a causa principal de muitas vezes nos sentirmos quebrados em pedacinhos e de não conseguirmos enxergar muitas coisas.

Redescobrir o silêncio quer dizer reencontrar o espaço para olhar dentro de nós mesmos e para descobrir ou redescobrir a nossa pessoa.

Usamos como desculpa a falta de lugares silenciosos; mas estar em silêncio é principalmente uma dimensão interior, é recuperar aquele espaço interior em que é possível sentir-se em unidade consigo mesmo, fazendo a mente descer ao coração. O silêncio da oração não é físico, mas espiritual.

clique para ampliarSe somos fortemente habitados por Deus, renascendo no Espírito dia após dia, superamos as divisões interiores que nos marcaram, recuperando o coração ‒ou seja, a unidade ‒ da nossa vida. O caminho do silêncio é redescobrir que somos habitados por Deus mesmo tendo dentro de nós coisas boas e coisas ruins, luz e sombras. O caminho do silêncio começa com a nossa vontade de recuperar a nós mesmos e de recuperar a presença de Deus em nós.

Nesse caminho nós enfrentamos o nosso orgulho, que tenta nos fazer sentir autossuficientes em relação a Deus. O orgulho nos torna presunçosos, nos impede de nos abandonarmos a Deus e nos faz viver tentando levar Deus para onde queremos. Fazer silêncio é esvaziar-se da presunção de querer levar Deus para onde nós queremos e começar a ir para onde Ele quer. Orgulho e presunção são inimigos do silêncio. A verdadeira liberdade é sair do nosso eu.

Só na dimensão do silêncio, que é presença de Deus em nós, reencontramos a paz, recuperando a verdadeira vida que está em nós, e que é a vida do Espírito. Mas no silêncio reencontramos também a dimensão do mundo, porque estar no coração do mundo como Cristo não é gritar ou fazer, e sim recuperar uma presença que nos leva ao centro das coisas, lá onde Cristo está. O silêncio preenchido por Deus abre o nosso coração e nos torna acolhedores para com o outro, por meio do diálogo com Deus em nós. Está escrito no livro do profeta Oseias: “Pois, agora, eu é que vou seduzi-la, levando-a para o deserto e falando-lhe ao coração” (Os 2,16): na linguagem bíblica, o deserto é o lugar onde nos encontramos com Deus. Hoje existe uma evidente dificuldade em deixar-se ir à experiência do silêncio.

Continuar... Silêncio e Adoração. O Arsenal nos treina a fazer do nosso coração um lugar de silêncio...

50 PONTOS DE PAZ, nós os incentivamos a continuar!

clique para ampliarQueridos amigos, nós do SERMIG - Fraternidade da Esperança agradecemos a todos que acreditaram e participaram da iniciativa 50 PONTOS DE PAZ. A ideia inicial era ter 50 PONTOS espalhados pela cidade de São Paulo. Felizmente, muitas pessoas disseram sim a essa missão… E chegamos a 160 PONTOS inscritos! Foram 109 na cidade de São Paulo, 31 no resto do Brasil e mais 20 espalhados pelo mundo.
Vejam no nosso site, no nosso blog e no nosso Facebook as fotos de alguns deles.



clique para ampliarGraças a muitos amigos de boa vontade que aceitaram agir concretamente para promover a paz, milhares de pessoas tiveram acesso, direta ou indiretamente, à mensagem “Prontos para reinventar a paz”.
Ficamos comovidos ao ver todas as atividades que foram realizadas!
Mas a paz não pode parar de ser construída! Precisamos seguir em frente! Continuamos recebendo informações alarmantes. O último “Mapa da Violência”, elaborado pela Flacso, diz que em 2012 aconteceram 56.337 homicídios no Brasil, mais do que em qualquer país em guerra. E há poucos dias o Estadão falou a respeito da difusão do crack até mesmo nas menores cidades.

Continuar... 50 PONTOS DE PAZ, nós os incentivamos a continuar!

SERMIG 50 ANOS. Mas acabamos de começar...

clique para ampliarCaros amigos, 50 anos em um amém.50 anos de amizade com Deus. No começo, uma amizade inconsciente e jovem, mas já plenamente verdadeira. Enquanto nós crescíamos lentamente, a Sua mão, a mão de Deus, o Seu rosto se deixava entrever e depois ver face a face por meio do rosto dos primeiros amigos que se apaixonaram, belos, fiéis, puros. Depois, por meio do rosto de tantos outros amigos e, principalmente, por meio do rosto de milhares de pessoas sofredoras. Os sofrimentos nos atingiram e também atingiram o nosso entusiasmo, desde o começo. Mas aprendíamos debaixo dos golpes covardes que por trás de cada sofrimento havia um encontro com Deus, havia a misericórdia de Deus que nos queria crianças e maduros, frescos e lúcidos, sonhadores e realistas.

clique para ampliar50 anos de história com Deus.
A nossa tarefa agora é continuarmos fiéis e firmes como rochas, de uma fidelidade humilde a cada instante.
Só assim podemos cumprir o que Deus sonha: que quem nos veja viver possa encantar-se conosco, porque um punhado de mulheres e homens que se mantêm puros demonstra que Deus existe e é amor.
Só quando encontra fidelidade e pequenez é que Deus faz maravilhas.

Continuar... SERMIG 50 ANOS. Mas acabamos de começar...

 

Questo sito utilizza cookie, anche di terze parti, per migliorare la tua esperienza e offrire servizi in linea con le tue preferenze.

Chiudendo questo banner, scorrendo questa pagina o cliccando qualunque suo elemento acconsenti all’uso dei cookie.

E' possibile modificare le opzioni tramite le impostazioni del Browser. Se vuoi saperne di più o negare il consenso clicca su informazioni.